terça-feira, 9 de março de 2010

PARABÉNS, MULHER!

És perfeita, querida filha

Obra-prima da criação

E esta não esteve completa

Até que saíste de minha mão.



És amada, querida filha

Com amor eterno eu te amei

E para dar-te a vida eterna

Teu nome na cruz sussurrei.



És formosa, querida filha

E pela distância, sinto saudade

Quanto tempo não conversamos

Para cultivarmos a nossa amizade?



És valorosa, querida filha

Nunca tenhas dúvida disso

Ao teu lado sempre estarei

E este é o meu compromisso.



És vitoriosa, querida filha

E felicidade terás, se quiser

Ponha em mim tua confiança

Para sempre te chamarei: Mulher!

quinta-feira, 4 de março de 2010

Leitura da vida

Quando ainda pequenina

Sem o alfabeto conhecer

Descobri com os sentidos

Que o mundo já sabia ler.



Os sorrisos e as lágrimas

Fizeram-me perceber

Que nem sempre esta leitura

Dá prazer em se fazer.



Mas o tempo passa rápido

E na escola, pude aprender

Que para “coisa” que existia

Havia uma palavra para escrever.



Agora sim, meu universo agigantou-se

E desejei logo crescer

Para que pudesse compreender logo

Tudo o que o mundo tinha a dizer.



Hoje a leitura faz parte de minha vida

Quer com palavras ou mesmo sem elas

Mas o que as crianças ainda não sabem

É que a melhor leitura é feita por elas...

domingo, 21 de fevereiro de 2010

CIDADÃO (Com licença poética)

Participei desta construção
Com muito orgulho e alegria
Porém acordar cedo e morar longe
Eram barreiras que eu enfrentaria.

Hoje, ao admirar este prédio
Ninguém é capaz de imaginar
O quanto de esforço e sacrifício
Que por ele, tive que suportar.

Ao ver o gigante levantado
Eu fico  aqui a sonhar
Como será que vivem
Os que fizeram dele, o seu lar?

É uma pena que do lado de fora
Nada se pode avistar
E também da portaria
Eu nem posso me aproximar.

Nem saberão que eu sou o pedreiro
Mas não sou bem-vindo lá
Se ladrão ou se mendigo
A distância devo me conservar.

Assim também a linda escola
Que sofri para construir
Lá, as crianças entram sorrindo
Mas os meus, não podem ir.

A igreja, sim dá gosto
De nela entrar, ajoelhar  e orar
Lá sempre serei bem recebido
Na família de Deus encontrei o meu lar!

Formatura da Alfabetização

Neste ano aprendemos
Que heróis existem sim!
Na Bíblia há muitos deles
Tia "Pri" mostrou pra mim.

Nosso agradecimento profundo
Ao nosso querido Jesus
Que por amar tanto este mundo
Deus sua vida numa cruz.

Falarei de Noé, o patriarca
Homem íntegro, como ele não há!
Construiu uma grande arca
Para do dilúvio a todos salvar.

Com Sansão eu aprendi
Que a força não é tudo, não
Se um voto eu proferi
Devo ser fiel a minha missão.

Beleza, fidelidade e coragem
São características desta mulher
Arriscou a vida por sua linhagem
Eu lhes apresento a rainha Ester!

Dentre todos estes feitos
Uma coisa vou lhes lembrar
Que os heróis para serem perfeitos
Precisam a Deus sempre honrar!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

O BOM SAMARITANO

Fui surpreendido por aqueles homens
Indo de Jerusalém para Jericó
Não só queriam meus pertences
Mas me maltrataram, sem dó.

Logo ouvi passos ao meu redor
Fiquei aliviado ao ver o sacerdote de Deus
Que certamente ao reconhecer-me
Trataria-me como um dos seus.

O meu corpo ensanguentado
Suplicava-lhe cuidado e atenção
Ao perceber o seu desprezo
Grande foi a minha decepção.

Novamente, ouvi outros passos
Que para mim representavam esperanças
Mas o levita também passou de largo
Afinal, para que serve as ordenanças?

Meu coração se encheu de tristeza
Ao perceber tão grande verdade
Somos todos filhos de Deus Pai
Mas quão escassa está a PIEDADE!

Espere! Alguém mais se aproxima
Mas este certamente não vai parar
Se os judeus não me socorreram
Porque um samaritano iria se importar?

Mas eu mal pude acreditar
Quando ao meu lado se ele ajoelhou
Com azeite atou-me as feridas
E em seus ombros me colocou.

Levou-me para um lugar seguro
E pagou para alguém cuidar de mim
Como eu poderia acreditar
Que um samaritano pudesse amar assim?

"Quem é o meu próximo", lembra-se?
Perguntou a Jesus, o doutor da Lei
Depois de ouvir a minha história
Ninguém terá dúvida, eu SEI!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

VOCÊ, MULHER!

Como é bom querida amiga
Perceber tua dedicação
Pois na estrada da vida
Tudo fazes com devoção.

Sendo mulher, és guerreira
Obra-prima da criação
E não há nenhuma tarefa
Que tu não transformes em missão.

Não importam as barreiras
Que certamente aparecerão
Mas com muita garra e coragem
A todos serves de coração.

Em terras muito distantes
Ou mesmo bem perto do lar
Servindo como missionária
A todos te alegras em salvar.

Tu és mestra do saber
E ensinas o melhor da vida
Como podemos não agradecer
A nossa professora querida?

Uma executiva compreende
A grande responsabilidade que tem
Pois nos negócios deste mundo
Agirás com sabedoria também.

Prendes, arrematas aqui, costuras ali
Não te cansas de criar
O trabalho da costureira
A todos tendes a agradar.

A tu que a todos auxilia
E nunca cansas de servir
Que seria dos grandes líderes
Se a secretária deixasse de existir?

Com este sagrado dever
Tu curas o corpo e o coração
Como enfermeira atenciosa
Alivias as dores de teu irmão.

Que serviço incessante
E tão pouco reconhecido
Porém, querida dona-de-casa
Teu valor é mais que merecido.

Ainda cedo te levantas
E desejas de tudo cuidar
Com capricho e carinho
O bem da família zelar.

Pode haver outro depósito
Tão grande e tão estimável
Que o próprio Deus considera
O teu amor inigualável.

Há vocação mais solene
Que Deus a nós confiou?
MÃE a sua coroa
No céu JESUS preparou...

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Da carta ao e-mail

Em uma viagem ao passado
Será bem fácil perceber
Que muitas coisas que ora existiam
Nossos netos nem vão conhecer.

Era com alegria que se esperava
As boas notícias trazidas pelo carteiro
O que ninguém imaginava
Era que elas viajariam o mundo inteiro.

Já não se compram envelopes
E nem se enfrenta filas no correio
Pois as informações vêem a galope
Direto para o nosso e-mail